quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Bolsonaro confirma Auxílio Brasil de R$ 400: “Ninguém vai furar teto”

Enviada especial ao Ceará – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou, na manhã desta quarta-feira (20/10), que o novo programa Auxílio Brasil terá o valor de R$ 400. A divulgação dos detalhes estava programada para o dia anterior, mas acabou cancelada de última hora.

Ontem, nós decidimos que, como está chegando ao fim o auxílio emergencial, dar uma majoração para o antigo programa Bolsa Família, agora chamado Auxílio Brasil, de R$ 400”, informou o presidente.

Segundo ele, parte da imprensa criticou a medida, dizendo que é programa assistencialista. “Hoje em dia, a média do Bolsa Família é de R$ 192, e a média do Auxílio Emergencial é de R$ 250. Com a política do ‘fica em casa a economia a gente vê depois’, estamos agora pagando conta alta na inflação”, explicou.

Bolsonaro citou, mais uma vez, a questão do teto de gastos. “Temos a responsabilidade de fazer com esses recursos venham do próprio orçamento da União. Ninguém vai furar teto nem fazer estripulia no orçamento”, assegurou.

Seria extremamente injusto deixar 17 milhões de pessoas com valor tão pouco do Bolsa Família. Quero dizer a vocês que sabemos também que muitas necessidades que vocês têm não tem como resolvermos tudo de uma hora para outra, mas vamos dar o exemplo, trabalhando para todo o Brasil”, disse Bolsonaro.

Jornada das Águas

As declarações de Bolsonaro foram feitas durante o terceiro dia da Jornada das Águas, em Russas, no Ceará. A Jornada das Águas é uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Regional que percorrerá 10 estados do Brasil por 10 dias com entrega de obras e anúncios relacionados à melhoria do abastecimento de água no sertão do país.

A inauguração da última obra de grande porte do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco está prevista para esta quinta-feira (21/10). O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, pontuou que a transposição começou no início dos anos 2000.

“Nós estamos em 2021. Nesse período, o valor da obra aumentou quase quatro vezes, as denúncias de superfaturamente e corrupção e mau uso do recurso público se acumularam”, criticou.

Na terça-feira, o presidente e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, lançaram o edital para construção do Ramal do Salgado, que deve beneficiar 4,7 milhões de pessoas em 54 cidades do Ceará. Esse é um canal acessório Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco.

A infraestrutura do Ramal do Salgado terá 34,3 quilômetros de extensão e será responsável pelo transporte de água do Ramal do Apodi, na Paraíba, até o leito do Rio Salgado. O projeto orçado em R$ 600 milhões, tem, por exemplo, uma estrutura de controle, 13 segmentos de canal, três aquedutos, um sifão e um túnel.

Novo fundo

Bolsonaro e Rogério Marinho também anunciaram a criação do Fundo de Desenvolvimento Regional Sustentável. Os recursos dessa fonte devem ser utilizados para estruturação e desenvolvimento de projetos de concessoes e parcerias público-privadas da União, estados e municípios, com prioridade para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O Fundo de Desenvolvimento Regional Sustentável é criado a partir da reestruturação do Fundo Garantidor de Infraestrutura (FGIE) e utilizará os recursos atualmente disponíveis, de aproximadamente R$ 750 milhões.

A secretaria de Fomento e Parcerias com o Setor Privado, do MDR, Verônica Sánchez, disse que as parcerias público-privadas são benéficas para os cofres públicos: “A cada R$ 1 milhão investido pelo poder público em projeto, há a expectativa de retorno da ordem de R$ 100 milhões”.

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Ex-chefe da Inteligência da de Chavez confessa que Lula foi financiado com dinheiro venezuelano

O ex-chefe do setor de Inteligência da ditadura venezuelana, Hugo Carvajal, conhecido como El Pollo, entregou a um juiz espanhol diversos documentos em que admite ter financiado ilegalmente movimentos políticos de esquerda na América Latina e na Europa. O material foi obtido pelo jornal espanhol Ok Diario.

Em um informe para o Tribunal Central de Instrução número 6 com o título ‘Financiamento Ilegal do Podemos’, nome de um partido de esquerda espanhol, Carvajal diz que o governo da Venezuela chegou a financiar ‘Lula da Silva no Brasil‘. […] Carvajal ainda precisará provar com documentos suas acusações”, diz o jornal.

A medida é ilegal no ordenamento jurídico brasileiro e, a depender das provas e das circunstâncias, pode levar à cassação do PT.


Confira as vagas de empregos para essa semana em Sarandi, é só comparecer na agência do trabalhador com os documentos pessoais e currículo em mãos.



-EMPREGOS:

(1 VAGA) Acabador de mármore e granito, Ajudante de motorista, Auxiliar de manutenção de edifícios, Auxiliar técnico de refrigeração, Caixa no comércio, Chefe de depósito, Consultor de vendas, Desenhista de páginas da internet (web designer), Eletricista de instalações de veículos automotores, Entregador de gás (ajudante de caminhão), Laboratorista de concreto, Laminador de madeira, Marceneiro, Mecânico, Mecânico de manutenção de caminhão a diesel, Motorista de caminhão-betoneira, Oficial de serviços gerais na manutenção de edificações, Operador de máquina de dobrar chapas, Operador de robô de soldagem, Pintor de paredes, Serrador de mármore , Técnico automotivo, Técnico de refrigeração (instalação).

(2 VAGAS) Ajudante de serralheiro, Armazenista, Atendente de balcão de café, Auxiliar operacional de logística, Motorista carreteiro, Operador de empilhadeira, Operador de ponte rolante, Polidor de veículos, Promotor de vendas, Serralheiro

(3 VAGAS) Auxiliar de mecânico de autos, Motorista de caminhão,Torneiro repuxador , Vendedor de serviços. 
 
(4 VAGAS) Auxiliar de limpeza, Pintor industrial,Servente de obras,Supervisor de caixas e bilheteiros (exceto caixa de banco). 

(5 vagas) Açougueiro, Agente de passagens, Auxiliar de funerária, Zelador.

(7 VAGAS) Fiscal de loja. 

(10 VAGAS) Embalador, a mão, Pedreiro.

(12 VAGAS) Auxiliar de linha de produção.

(13 VAGAS) Repositor - em supermercados.
  
(15 VAGAS) Montador soldador .

(35 VAGAS) Soldador.
 
(42 VAGAS) Operador de caixa.

AGÊNCIA DO TRABALHADOR
Rua Salvador Jordano, 548 | Centro 
Fone: (44) 3264-3311

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Polícia italiana apreende mais de 200 ratos que seriam comidos em ritual da Máfia

A polícia italiana apreendeu mais de 200 ratos que seriam usados em um ritual de uma máfia local. Três pessoas foram presas. As informações foram divulgadas pelo jornal italiano Corriere della Sera.

O ritual foi descoberto através de escuta. “Quando a polícia ouviu os telefonemas da máfia durante as investigações sobre o narcotráfico, ficou sabendo que depois de disputas entre clãs fazem jantares pacíficos onde comem arganazes”, contou Giovanni Malara, fundador do grupo anti-caça furtiva Gruppo Adorno.

Os arganazes são vistos como iguarias no sul da Itália, mas é proibido comê-los. Mesmo assim a máfia costuma usar o animal em reuniões e rituais.

De acordo com o jornal, os ratos são capturados após o inverno, pois estão sonolentos pela hibernação. É comum que os animais mais jovens sejam criados ilegalmente para crescer e virar alimento


Diretor da CNTTL confirma greve dos caminhoneiros: "Categoria foi traída

O diretor da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), Carlos Alberto Litti Dahmer confirmou que os caminhoneiros devem parar a partir do dia 1 de novembro. Segundo ele, o governo federal não atendeu demandas de setor e hoje a categoria se sente "traída".

“70% da categoria acreditou nas propostas do governo e se considera traída por [Bolsonaro] não ter cumprido”, afirmou em entrevista ao site Poder 360 neste domingo (17).

Dahmer faz questão de dizer que a paralisação não é política, e sim econômica. Os caminhoneiros reivindicam a "defesa da constitucionalidade do Piso Mínimo de Frete" o retorno da aposentadoria especial após 25 anos de contribuição ao INSS e a redução do preço do diesel.

“Nós estamos a favor da categoria. É que às vezes se confundem que estar a favor da categoria é estar contra governo”, afirmou. “Mas a necessidade e a urgência daquilo que estamos pedindo vai ser maior que esses movimentos que alguns em sua minoria vão tentar fazer”, completou.

Na pauta política, mesmo observando "somente retrocessos", diz que o governo foi eleito e "vai cumprir o mandato". 

“Nós não somos favoráveis de forma alguma ao golpe. Foi eleito, vai cumprir o mandato. Se bem ou por mal, são as urnas que vão definir”, disse o líder caminhoneiro. 

Já na pauta econômica, as frustrações são nítidas. Segundo ele, nenhuma das professas feitas pelo presidente Jair Bolsonaro foi cumprida. “Já se passaram 3 anos de mandato desse governo e nada foi feito, a não ser tentar retirar o que já foi conquistado”, afirmou.

"Há pautas que tem a ver com o governo federal, como o preço [do combustível] e a política que está sendo adotada pela Petrobras. A política de preços interfere não só para nós caminhoneiros, interfere para a sociedade brasileira. Todo o povo brasileiro está pagando uma conta de uma política equivocada. Porque o preço de paridade internacional, levando o barril no preço internacional, não diz com a realidade daquilo para que foi criada a Petrobras por Getúlio Vargas, ou seja, ter uma função social. Governos passam, mas a Petrobras deve permanecer. É um crime acabar com a maior empresa pública que nós brasileiros temos", declarou.

  Porto de Santos deve ser o mais afetado pela greve dos caminhoneiros. O porto é o mais importante do Brasil e o maior complexo portuário da América Latina. 

Luciano Santo, presidente o Sindicam (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira) prometeu concentrar os esforços da greve na região. 

“Se não houver resposta concreta [do governo] em cima dos direitos dos caminhoneiros autônomos, no dia 1º de novembro o Brasil todo [ficará] parado, principalmente Santos”, disse ele, segundo o Broadcast Agro, serviço do jornal O Estado de S. Paulo.

Após reunião no Rio de Janeiro, o grupo anunciou uma nova paralisação caso suas reivindicações não sejam atendidas pelo governo federal, entre umas das principais está a queda do preço do diesel. No encontro, associações de motoristas decidiram declarar "estado de greve" de 15 dias caso as reivindicações não sejam ouvidas. As informações foram publicadas pelo 'portal uol'.

Mesmo assim, Dahmer avisa que não vai paralisar a importação de insumos médicos e de combate à covid-19. “Se nós estamos lutando para nossa sobrevivência, nós não podemos restringir a vida de ninguém”.

Amplo apoio

O grupo que decidiu pelo estado de greve foi conta com a CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), o CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas) e com a Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores). 

A greve não é apoiada pela Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros). Os grupos de caminhoneiros autônomos têm ensaiado novas paralisações desde o primeiro semestre, em meio a reivindicações de direitos para os motoristas independentes e diminuição do preço do diesel.

Próximo encontro

As entidades representativas -- CNTTL, ABRAVA e o CNTR -- darão continuidade à organização das lutas dos caminhoneiros e realizarão o 3º Encontro Nacional no dia 20 de novembro, em Porto Alegre.


Fonte: IG