segunda-feira, 4 de julho de 2022

Mulher fica presa dentro de fossa após chão ceder

Uma mulher precisou ser socorrida por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após ficar presa dentro de uma fossa, em Sarandi. O acidente aconteceu na tarde deste domingo, 3. 

Segundo informações de familiares, a mulher, de 60 anos, caminhava em volta da casa quando o piso cedeu. A vítima caiu em um buraco de aproximadamente dois metros de profundidade e, como não há rede de esgoto no local, ela ficou presa em uma fossa. 

Após ser resgatada pelos socorristas, a mulher precisou ser encaminhada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para receber atendimento médico

Fonte: Platão Maringá 

sexta-feira, 1 de julho de 2022

STF dá 10 dias para Bolsonaro explicar teto de impostos que baixa combustíveis e outros bens

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber deu 10 dias para que o presidente Jair Bolsonaro, a Câmara dos Deputados e o Senado prestem esclarecimentos sobre a lei complementer que limita aos estados a cobrança da alíquota do ICMS entre 17% e 18% sobre combustíveis, energia e outros serviços. O propósito da lei é diminuir a alíquota do imposto para combater a alta do preço de produtos e serviços essenciais, diminuindo os preços.

Governadores de estados governados por partidos de esquerda e centro-esquerda e o do Distrito Federal entraram com a ação direta de inconstitucionalidade no STF. Os estados questionam a intervenção do Governo Bolsonaro sobre os entes da Federação para baixar o imposto e os preços por ser inédita.

A Lei Complementar nº 194 regulamenta combustíveis, telecomunicações, energia elétrica e transporte coletivo como bens essenciais. A norma determina que, por isso, a alíquota máxima do ICMS deve ser entre 17% e 18%. Em alguns casos, a alíquota chegava ao dobro das recém- estabelecidas pela lei.


quinta-feira, 30 de junho de 2022

Preços de combustíveis ficam até R$ 0,60 mais baratos em postos de Maringá

Depois de períodos difíceis, motoristas devem ter um “respiro” com a diminuição dos preços de combustíveis em todo o Brasil. Uma semana após o presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionar a lei que limita os impostos federais, os combustíveis em Maringá já estão até R$ 0,60 mais baratos em alguns postos da cidade. 

Uma decisão do governo Federal zerou os impostos federais de combustíveis. A mudança foi formalizada com a publicação da Lei Complementar 194, de 2022, em edição extra do Diário Oficial da União na quinta-feira passada, 23.

Desde então, a gasolina e o etanol começaram a ser negociados com preços mais baixos. Em uma semana, a gasolina teve redução de aproximadamente R$ 0,60, passando de R$ 7,54 para menos de R$ 7 em alguns postos de Maringá. Já o etanol caiu mais de R$ 0,40, em média. Há algumas semanas, o litro do combustível era comercializado por R$ 5,34. Agora, os motoristas já encontram por R$ 4,74 nas bombas, uma redução de R$ 0,60.

De acordo com Paulo Vital, dono de uma rede de postos de combustíveis na cidade, apesar do cenário positivo causado pela queda nos preços da gasolina e do etanol, a expectativa é que haja redução, também, no preço do óleo diesel. “Nós estamos esperando que aconteça o mesmo com o óleo diesel, já que essa semana vai ser votada uma PEC no Congresso e, sendo aprovada, depois da sanção presidencial, ela começa a ter efeito. Vai poder cair o preço do óleo diesel em até R$ 0,90”, comenta o empresário. 

Segundo ele, a redução nos preços dos combustíveis não é interessante apenas para o consumidor, mas também para comerciantes. Vital afirma que apenas nesta primeira semana com preços mais baixos foi possível sentir um aumento de aproximadamente 15% nas vendas. “Quanto mais barato nas bombas, maior é a venda. É interessante para todo mundo”, diz. 

Procurado pela reportagem, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lojas de Conveniências do Estado do Paraná se manifestou por meio de nota e confirmou que a diminuição do preço dos combustíveis já é reflexo da manobra do governo federal. 

A tendência de baixa de preços no mercado, notada na gasolina e etanol nos últimos dias, é reflexo da redução dos impostos federais prevista na Lei Complementar nº 194/2022, publicada na última quinta-feira. As distribuidoras, de uma forma geral, começaram a repassar gradualmente aos postos as alíquotas zeradas nos tributos federais PIS, COFINS e CIDE. Já a redução no ICMS, que é um imposto estadual, depende de regulamentação do Estado do Paraná”, destacou o sindicato. 

Ratinho Junior afirma que vai seguir o governo federal na redução do ICMS dos combustíveis
O governador Ratinho Junior (PSD) afirmou, nesta quarta-feira, 29, que vai seguir a lei federal que determina a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina. 

Nós vamos acompanhar a lei federal. A Procuradoria, junto com a Secretaria da Fazenda, está fazendo todo o estudo jurídico, porque possivelmente teremos que apresentar uma lei na Assembleia Legislativa autorizando a seguirmos a lei federal. Mas isso já está apaziguado. Vai ser uma contribuição do governo do estado para tentar enfrentar esse momento duro que estamos vivendo com a questão do petróleo mundial”, disse durante entrevista coletiva.

Apesar da “contribuição”, o governador acredita que a medida não é a solução para barrar o aumento no preço dos combustíveis.

Fonte : GMC 

quarta-feira, 29 de junho de 2022

Secretaria de Saúde de Sarandi e Uningá promovem evento para cuidados da saúde da pessoa idosa*


Na manhã desta quarta-feira (29), a Secretaria de Saúde de Sarandi em parceria com a Uningá, realizaram o "Arraiá da Melhor Idade", uma ação de promoção à saúde da pessoa idosa, com a presença de Servidores Públicos da UBS Flores e acadêmicos dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Estética, Farmácia e Educação Física.

A parceria teve como finalidade, identificar a fragilidade dos idosos da área de abrangência da UBS Flores, por meio da aplicação do IVCF-20, além de promover a saúde para a 3ª idade, com o clima de festa junina. O evento contou com a orientação da Profª. Dra. Nadia Raquel Suzini, que orientou os acadêmicos do 4º ano de Enfermagem da UNINGÁ como parte das atividades de estágio supervisionado.

O Secretário de Saúde, Márcio Manoel, ressalta a importância de parcerias como esta: "É através de parceria assim, que conseguimos promover eventos de grande sucesso e proporcionar um atendimento de qualidade para os idosos". A Enfermeira Chefe da UBS Flores, Gabriela Furman, acrescenta: "Gostaria de agradecer toda minha equipe e também a todos da UNINGÁ, que tornaram possível este evento tão importante para nossa comunidade local".

Nova área será estudada para implantação da ‘prainha’ de Maringá

A Prefeitura de Maringá reservou um novo terreno, de 193.600 m² para a realização de estudos de implantação do Parque das Águas, que ficou popularmente conhecido como ‘prainha artificial’ e foi anunciada pelo município em janeiro. A informação consta no Diário Oficial do Município que foi publicado nessa segunda-feira, 27.

De acordo com o secretário de Urbanismo e Habitação de Maringá, Estevão Palmieri, o decreto é necessário para permitir que o município realize estudos para a viabilidade de aplicação da ‘prainha’.

Ainda conforme o secretário, atualmente o Executivo analisa dois terrenos para a construção. O primeiro foi descartado por problemas de ordem jurídica.

O município ainda pretende realizar estudos topográficos na área antes da elaboração do projeto. Ainda não há um prazo para a conclusão dos estudos e licitação do Parque, nem um custo estimado de implantação